O que é o mindset de crescimento e como cultivar no seu negócio?

18/05/2022

Com o objetivo de reforçar a cultura organizacional e, principalmente, engajar os colaboradores, cada vez mais as empresas estão investindo no desenvolvimento do mindset de crescimento.
 
Sabemos que não são apenas as novas tecnologias que têm causado profundas disrupções no mercado, mas também a capacidade das organizações e dos próprios profissionais de se adaptarem às mudanças.
 
Em todo esse cenário, o mindset de crescimento se faz necessário para sustentar essa cadeia de inovação, que deve alcançar não somente a operação ou entrega dos serviços e produtos oferecidos, mas também os pilares mais importantes da corporação.
 
Como já dissemos em outros artigos, uma empresa apenas consegue atingir alterações significativas em seus fluxos internos por meio do envolvimento homogêneo de processos corretos, tecnologias apropriadas e, principalmente, pessoas bem preparadas.
 
Com o objetivo de te ajudar a compreender o que é o mindset de crescimento, principais impactos no seu negócio e como cultivar, elaboramos um conteúdo completo. Continue com a sua leitura e confira.
 

Afinal, o que é o mindset de crescimento?

Na prática, o termo “Mindset” pode ser traduzido como “configuração da mente”. De modo geral, está diretamente ligado a maneira como uma pessoa pensa e vê o mundo, assim como o seu posicionamento com as situações à sua volta.
 
Quando falamos sobre o mindset de crescimento, por sua vez, estamos nos referindo à crença de que as habilidades não são inerentes de cada um, ou seja, nascem com cada indivíduo, e sim aprendidas e desenvolvidas.
 
Um indivíduo que possui um mindset de crescimento acredita que pode sempre melhorar as suas competências, aprender novas habilidades e, principalmente, evoluir de acordo com os seus objetivos de vida.
 
Dentro das empresas, essa lógica mental é valiosa, porque uma organização não fica limitada às crenças ou resistências internas da operação, muito pelo contrário, alcança crescimento constante, em que a melhora contínua é o combustível para aprimoramento de todo o time.
 

Quais são os impactos de cultivar o mindset de crescimento no seu negócio?

Esse tipo de pensamento, quando cultivado pelos gestores, pode promover uma série de benefícios às organizações, veja abaixo os principais:

Torna a sua empresa mais resiliente

Uma coisa que a pandemia provou aos gestores foi a importância da resiliência. A resiliência é um aspecto físico que remete à capacidade de alguns corpos de retornarem à forma original após terem sido submetidos a algum tipo de mudança ou deformação.
 
No mundo dos negócios, a resiliência permite que as empresas se mantenham ativas, independentemente de qual seja o cenário do mercado, da sociedade e, até mesmo, dos fluxos internos.
 
Isso não significa, porém, que as organizações devem se manter estáticas. As empresas precisam aprender a se adaptar, cultivar uma cultura de constante aprimoramento e mindset de crescimento, que promovem total flexibilidade para atender às novas demandas do mercado sem prejudicar a sustentabilidade dos negócios.

Prepara os colaboradores

Outro ponto impactado pelo mindset de crescimento são os próprios colaboradores. Provavelmente, você já ouviu histórias de empresas que não conseguiram implementar a transformação digital em seus processos internos por conta de resistências da operação. Às vezes, essa pode ser, inclusive, a realidade dos seus negócios.
 
No entanto, a mudança na maneira como a empresa se posiciona e, principalmente, na forma como os colaboradores se comportam, tem um efeito significativo em como toda essa cadeia receberá as iniciativas de modernização. Quando valorizados e preparados, os próprios funcionários podem ser poderosos agentes de mudança, sugerindo automações e identificando gargalos.

Aumenta o engajamento e motivação do time

Elencando o tópico anterior, o mindset de crescimento dá aos colaboradores o senso de propósito e comunidade. Ou seja, os funcionários se sentem valorizados e enxergam na sua empresa uma maneira de crescer, se desenvolver e aprender novas habilidades.
 
Essa realidade aumenta o engajamento dos colaboradores e a motivação do time e, consequentemente, maximizando os resultados gerados e a qualidade das entregas.
 

Maximiza a retenção de talentos

Sabemos que a rotatividade de funcionários é um desafio comum das empresas brasileiras. Segundo a consultoria americana Robert Half, o turnover no país chegou a crescer 82% nos últimos anos.
 
A alta taxa de rotatividade pode causar uma série de problemas para as empresas, como:
 
  • Impacta nas entregas do time, gerando atrasos e quedas na produção;
  • Atrapalha a qualidade dos serviços produzidos;
  • Gera prejuízos financeiros com encargos trabalhistas e treinamentos de novos funcionários;
  • Sobrecarrega os colaboradores;
  • Processo de contratação menos efetivo;
  • Impacta na motivação e empenho dos funcionários que ficaram.
 
Nesse cenário, o mindset de crescimento pode minimizar esse indicador, garantindo que os colaboradores permaneçam engajados por muito mais tempo com a sua empresa.
 

Permite a implementação de uma cultura de inovação

Já falamos outras vezes o quanto a inovação é um processo mutável, ou seja, trata-se de um organismo vivo, que se adequa aos mais diversos cenários e realidades.
 
Para se manter sempre competitiva, as organizações precisam estar preparadas para se adaptarem constantemente à modernização, adotando uma cultura baseada em inovação e o mindset de crescimento apoia esse processo.

Reduz o gap de habilidades

Não é um grande segredo dizer que organizações do mundo inteiro estão lidando com os gaps de habilidade. A revolução industrial 4.0 combinada com a pandemia e a necessidade de virtualização rápida dos processos exigiu adaptação ágil dos colaboradores e das próprias empresas.
 
No entanto, nem as organizações e tão pouco os funcionários estavam 100% preparados para esse cenário, o que tem resultado em profundas lacunas de habilidades na operação.
 
Em decorrência disso, empresas e seus times precisam atuar ativamente para apoiar o desenvolvimento de novas competências, o que é possível por meio do mindset de crescimento.
 
Nesse cenário, tanto as organizações quanto os seus colaboradores saberão que sempre é possível aprender algo novo, modernizar, otimizar processos e, principalmente, ser as melhores versões de si mesmos.

Promove diferencial competitivo

Por fim, empresas que cultivam o mindset de crescimento conquistam diferencial competitivo, apoiado por diversos pilares, como:
 
  • Alto padrão de qualidade de seus produtos e serviços;
  • Inovação constante de suas soluções;
  • Satisfação de clientes;
  • Melhor relacionamento com fornecedores;
  • Aumento da retenção de clientes;
  • Sustentabilidade financeira e orçamentária;
  • Segurança para expansão dos negócios.

Como cultivar essa iniciativa na sua organização?

Existem diversas formas de cultivar o mindset de crescimento na sua organização, confira:

Pratique o mindfulness 

O “mindfulness” está relacionado com uma prática pessoal de concentração no hoje e no agora. Nem sempre é possível, por exemplo, treinar esse processo com os colaboradores, afinal, essa iniciativa, geralmente, é adotada por meio da meditação.
 
No entanto, pode-se utilizar esse conceito para concentrar os esforços do time em estratégias muito bem delimitadas e focadas no objetivo que se deseja atingir no presente.
 
Nesse cenário, o ideal é que os líderes tenham em mente as metas globais já definidas pela organização e gerenciem a operação em objetivos menores.
 
Com isso, é possível organizar e dividir melhor as demandas entre os colaboradores, minimizando os riscos de sobrecargas e, até mesmo, ansiedade ou sofrimento emocional por metas que ainda estão distantes e não são uma prioridade no presente.

Incentive mudanças na equipe de “dentro” para “fora”

Outro aspecto fundamental para tornar o mindset de crescimento uma realidade na sua empresa é incentivar na equipe mudanças de “dentro” para “fora”.
 
O que significa isso? Os próprios funcionários precisam adotar uma mentalidade apoiada no desenvolvimento, flexibilidade, superação, resiliência e vontade de aprender.
 
Claro, sempre respeitando os limites de cada um e as legislações, afinal, o trabalho deve ser apenas uma das áreas da vida de uma pessoa e não pode se tornar a única, pois isso também gera sobrecargas, estresses e o famoso burnout (síndrome de esgotamento profissional).
 

Tenha políticas internas claras

A partir daqui, é preciso adotar mudanças que vão além da “reconfiguração da mente” ou da maneira que a empresa se posiciona. E isso começa por meio das políticas internas.
 
É fundamental que a organização consiga padronizar os seus processos, exigindo que todos os colaboradores falem “a mesma língua”.
 
Por meio das políticas operacionais, sejam elas de despesas, reembolsos, viagens, segurança da informação e/ou home office, a sua empresa estabelece diretrizes que devem ser seguidas por todos os funcionários.
 
Essa padronização também simplifica a definição de indicadores estratégicos para acompanhamento da operação e a identificação de processos que fujam do padrão pré-estipulado pela empresa.
 
Em grande escala, é por meio das políticas internas que a organização minimiza riscos de fraudes, erros, gargalos financeiros, invasões e roubos de dados, garantindo alto nível de compliance e governança corporativa.

Ofereça programas de treinamento

Elencando tudo o que já foi falado, é importante que a organização implemente programas robustos de treinamentos, com o objetivo de preparar os colaboradores para todas as mudanças internas, envolvê-los nas iniciativas de inovação, orientá-los a respeito das políticas adotadas e apoiá-los no desenvolvimento de novas habilidades.
 
Um programa de treinamento adequado deve contar com um planejamento estratégico baseado no PDI (Plano de Desenvolvimento Individual), em que a organização combina as expectativas de crescimento dos próprios colaboradores às oportunidades disponíveis.
 
Desse modo, as empresas conseguem criar um plano de carreira para os seus colaboradores, dispondo uma visão holística de onde os seus funcionários podem chegar e quais habilidades precisam desenvolver para atingir esses objetivos profissionais.
 

Use a tecnologia ao seu favor

Por fim, não podemos falar sobre mindset de crescimento sem citar a importância da tecnologia. É por meio de ferramentas estratégicas que a sua empresa consegue otimizar processos e apoiar o cotidiano da sua operação.
 
No entanto, antes de adotar alguma plataforma, é crucial que você pesquise muito bem o provedor, sua experiência no mercado, benefícios oferecidos, custos envolvidos, processos de implementação, possibilidades de integração, usabilidade do sistema e qual é o suporte fornecido.
 
Afinal, plataformas adotadas de provedores despreparados podem gerar uma série de problemas ao seu negócio, desde gargalos na operação até prejuízos financeiros.
 

Conte com o apoio do SAP Concur Expense!

O SAP Concur Expense é um sistema de gestão de despesas completo, intuitivo e responsivo.
 
Contando com um layout responsivo e intuitivo, o SAP Concur Expense se adapta a qualquer dispositivo, seja ele mobile ou desktop, e valoriza a experiência do usuário, fornecendo recursos simples de manusear.
 
Na prática, o sistema de gestão de despesas da SAP Concur oferece uma série de funcionalidades, como:
 
  • Garante aprovação automática de pedidos de reembolsos;
  • Simplifica a digitalização dos comprovantes de despesas e notas fiscais;
  • Facilita a categorização automática de despesas;
  • Permite otimização completa de todo o fluxo de aprovação;
  • Viabiliza integração inteligente com diversas plataformas;
  • Simplifica a conciliação de cartões corporativos;
  • Torna a visualização das despesas mais transparentes;
  • Permite realizar auditoria em 100% dos pedidos de reembolsos.
 
O SAP Concur Expense pode ajudar a sua empresa a atingir melhores resultados no processo de implementação do mindset de crescimento, garantindo modernização e governança corporativa, além de segurança da informação e melhor experiência aos colaboradores.
 

Tags:

Tecnologia