O que é CFO? Descubra como se tornar o próximo diretor financeiro

20/10/2021

Todos os profissionais envolvidos com a área financeira, certamente, têm o desejo de se tornar um diretor no futuro. Mas o que fazer para atingir este objetivo? Quais as habilidades necessárias para chegar ao cargo? Antes de mais nada, é preciso entender o que é CFO, suas funções e responsabilidades. Só assim, é possível se preparar para evoluir na carreira e buscar o posto de CFO.
 
Vale lembrar aqui que o setor financeiro de uma empresa é composto por algumas áreas, como a fiscal e contábil, a tesouraria e a controladoria, podendo envolver também a administrativa. Desse modo, em geral, para crescer na área e se transformar em CFO, os profissionais financeiros podem vir destas diferentes vertentes dentro do departamento (fiscal, tesouraria e controladoria), mas devem evoluir suas habilidades e se capacitar nos demais braços financeiros.
 
Ou seja, na prática, o profissional para se destacar precisa ter um grande leque de conhecimentos. O que inclui contas a pagar e a receber, gestão de impostos, contabilidade, planejamento financeiro e orçamentário, gestão de riscos, relação com investidores, entre outros.

Entendendo como funciona a área financeira

Se você é um analista fiscal, será que você sabe o que significam as outras áreas da gestão financeira? Vamos explicar de forma resumida as principais subáreas do departamento financeiro:
 
Tesouraria: trata-se da responsabilidade de administrar o caixa da empresa. Aqui ficam atividades como contas a pagar, receber, fluxo de caixa e análise de crédito.
 
Controladoria: tem sob responsabilidade o planejamento, a contabilidade, o controle do orçamento e os custos da empresa.
 
Fiscal: esse departamento deve garantir o cumprimento das legislações e controlar a emissão de notas fiscais.
Dentro dessas subdivisões, existem ainda atividades a serem desempenhadas, como a auditoria financeira, contábil e fiscal, que garante que todos os custos e pagamentos estão dentro dos parâmetros legais. Assim, a empresa tem maior capacidade de governança e compliance.
 
Ou ainda, existe o planejamento financeiro. O que envolve todas as ações e estratégias a serem realizadas para atingir um objetivo do setor, como criar fluxo de caixa,garantir a continuidade do negócio ou impulsionar o crescimento da empresa.
 

Quais os cargos dentro do setor financeiro?

Se você já é gerente na área financeira, sabe que escalou alguns degraus e está mais perto de saber o que é CFO. Mas, para quem ainda é analista, é importante ter uma visão do todo para dimensionar o seu plano de carreira e como fazer para atingir seus objetivos dentro do setor financeiro. Veja alguns dos principais cargos na área:
 
Auxiliar financeiro: ajuda a levantar e monitorar transações financeiras, organizar documentos de contas, controlar fluxos de caixa e monitorar o orçamento mensal.
 
Analista financeiro: faz o planejamento da rotina financeira, acompanha pagamentos e recebimentos, analisa o fluxo de caixa e elabora projeções de faturamento. Sua função pode ir do júnior até o sênior.
 
Analista fiscal: é responsável por apurar e declarar os impostos diretos e indiretos, realizar escriturações e participar de análises fiscais das atividades do negócio, como por exemplo, a troca de enquadramento fiscal.
 
Supervisor financeiro: administra os recursos, elabora orçamentos e demonstrativos financeiros, projeta receitas, compara o orçado com o realizado, analisa os objetivos e metas.
 
Gerente financeiro: fica a cargo de gerenciar as informações financeiras de fluxo de caixa, contas a pagar e receber, desenvolve o planejamento, faz análise da apuração financeira e elabora ações de melhorias para o desempenho financeiro.

Mas e agora o que é CFO?

Depois de ver mais detalhes de como funciona o departamento financeiro e seus cargos, está na hora de falar sobre o que é CFO. O CFO (ou Chief Financial Officer) é o diretor que responde pelas atividades e resultados do setor financeiro. Ou seja, ele é responsável por guiar todas as subáreas e operações dentro da área para que ocorram corretamente a fim de atingir as metas de negócios.
 
Ele também fica a cargo de tomar as decisões envolvendo aprovações de planejamentos e orçamentos, além de liberação de verba para investimentos, assim como a aquisição de recursos tecnológicos para facilitar os processos e operações.
 
Para chegar a esse nível dentro da organização, já vimos que existem outros cargos que os profissionais precisam passar. Porém, quer saber mais detalhes de como evoluir e conseguir as promoções necessárias. Continue a leitura.

Perfil do CFO moderno no cenário atual

Para detalhar o que é CFO, vamos trazer uma pesquisa sobre o perfil desse profissional. Segundo levantamento do Insper, 70% dos CFOs possuem uma pós-graduação e 64% têm um MBA. Além disso, em média, os CFOs têm 22 anos de carreira em finanças. Entre os principais desafios atualmente enfrentados pelos diretores financeiros, estão:
  • Implementar uma área de finanças com um olhar mais voltado ao negócio, dar suporte às áreas de negócio na tomada de decisão, implementar o processo orçamentário e conduzir iniciativas de otimização da margem da companhia: 58%;
  • Reestruturar processos, políticas e equipe, implementar sistemas e iniciativas de inovação e automatizar atividades, implantar melhores práticas de governança e aumentar a eficiência operacional da área: 47%.
Por outro lado, os maiores legados deixados pelos CFOs foram citados como:
  • Perfil de liderança por meio do exemplo: 45%;
  • Participação ativa no aumento dos resultados financeiros da empresa: 45%;
  • Empoderamento e percepção positiva da área de finanças na companhia: 35%.
E, para completar, outro dado interessante da pesquisa traz as habilidades comportamentais que os CFOs dominam. As principais são:
  • Adaptação a mudanças: 48%
  • Construção de equipes eficientes: 31%
  • Cultivo de um ambiente de alta performance: 27%
  • Comunicação efetiva: 23%
Vale lembrar que tais capacidades se tornaram ainda mais importantes no contexto que tivemos de enfrentar a pandemia do coronavírus. Uma vez que os CFOs precisam lidar com cenários de crise econômica e, assim, atuar de forma efetiva para, muitas vezes, garantir a sobrevivência do negócio e sua saúde financeira.
 

Quais são as responsabilidades de um CFO?

Outra parte integrante de compreender o que é CFO diz respeito às suas funções e responsabilidades. Basicamente, seu objetivo é otimizar o fluxo de caixa e monitorar o desempenho financeiro para controlar custos, avaliar riscos e identificar oportunidades de melhoria financeira.
 
Com isso, ele atua na verificação das operações financeiras e nos custos de negócios para fazer novas estratégias de otimização financeira e apresentar ao conselho administrativo, a investidores e à presidência. Logo, podemos colocar entre suas atribuições as atividades abaixo:
  • Supervisão da elaboração das demonstrações financeiras;
  • Gerenciamento da prestação de contas;
  • Análise de tendências de receita e gastos;
  • Desenvolvimento de fluxos de receita;
  • Direcionamento de estratégias;
  • Tomada de decisão de ações e planejamentos.
Isso mostra também que a função do CFO se entrelaça a diversas áreas de negócio, como vendas, compras, estoque, produção e outras. Uma vez que o diretor financeiro deve conversar com os líderes dos demais setores para entender como é possível otimizar os custos e rentabilizar melhorias.
 

Que experiências e conhecimentos é preciso para se tornar um CFO?

Entre saber o que é CFO e o que fazer para chegar lá, existe um caminho e vamos listar agora as principais qualidades, experiências e conhecimentos exigidos de um diretor financeiro.

Habilidades financeiras

  • Orçamento
  • Planejamento estratégico
  • Fluxo de caixa
  • Fusões e aquisições
  • Gerenciamento de riscos
  • Compliance
  • Gestão de despesas
  • Análises financeiras
  • Estratégias fiscais e tributárias

Habilidades comportamentais

  • Boa comunicação, seja com a equipe e subordinados, as outras áreas de negócios, ou o conselho administrativo e investidores;
  • Saber se apresentar;
  • Perfil de liderança;
  • Capacidade de tomar decisões;
  • Ter uma visão ampla da empresa;
  • Saber assumir riscos calculados;
  • Garantir o alinhamento entre as operações e o cumprimento de objetivos do planejamento.

Habilidades tecnológicas

  • Estar sempre atualizado e atento às inovações e tendências do mercado;
  • Identificar em que pontos a tecnologia pode trazer melhorias para os processos da empresa;
  • Analisar como automatizar operações financeiras, seja na gestão de despesas, no controle de contas a pagar, na emissão de notas, entre outros;
  • Saber lidar com análise de dados para extrair informações relevantes;
  • Construir relacionamentos com os líderes de TI para buscar soluções inovadoras para resolver problemas da área financeira.
Inclusive, nesse sentido, é importante ficar de olho e incorporar inovações tecnológicas, como automação, inteligência artificial, computação em nuvem, análise preditiva e cibersegurança, para melhorar a gestão financeira.
 

8 dicas para evoluir de cargo e se tornar um CFO

Depois de todo esse panorama sobre o que é CFO, funções, responsabilidades e conhecimentos, agora, vamos abordar algumas dicas para te ajudar a se tornar um diretor financeiro. Veja:

1. Invista em formações complementares

Além da formação de bacharelado tradicional em contabilidade, economia, administração ou outra área correlata, é importante buscar formações complementares e competências que enriqueçam o currículo.

2. Melhore os conhecimentos tecnológicos

Já mencionamos aqui sobre a relevância da tecnologia no cenário atual da gestão financeira. Então, o futuro CFO precisa conhecer mais sobre computação na nuvem, segurança cibernética, inteligência artificial, análise de dados, entre outras inovações, descobrir os benefícios dessas ferramentas e os riscos associados.

3. Conheça todos os processos

Como bem sabem os profissionais de gestão financeira, existem muitas subáreas e processos a serem executados, monitorados e gerenciados. Por isso, o que é CFO tem muito a ver com o conhecimento completo do departamento de finanças, seja serviços de auditoria, controladoria, ou tesouraria. Desse modo, você aumenta sua bagagem e experiência para atuar com todas as estratégias financeiras, essenciais para a função de CFO.

4. Amplie a experiência financeira

Aqui temos um tema complementar ao anterior, já que é essencial ter plena compreensão de diretrizes e fundamentos, como orçamento, conformidade, gerenciamento de riscos e princípios contábeis. Toda essa experiência serve para ajudar o CEO e o conselho administrativo na tomada de decisões de acordo com análises de recursos e demonstrativos financeiros e conformidade regulatória.

5. Tenha boa comunicação e relacionamento

O que é CFO também passa por habilidades interpessoais importantes, como ter boa comunicação, capacidade de apresentação, relacionamento com a equipe e com demais pessoas. Afinal, o diretor financeiro será o responsável por transmitir o status dos resultados financeiros para a alta direção e investidores.

6. Conheça indicadores financeiros a fundo

Os KPIs (indicadores-chave de performance) são fundamentais para verificar se os resultados atingidos estão dentro dos objetivos de negócios. A partir deles, os CFOs podem analisar novas estratégias para aumentar a lucratividade, por exemplo.

7. Tenha conhecimento do mercado

Além de ter pleno entendimento da área financeira e da sua empresa, o CFO não se pode esquecer da concorrência e do mercado. É essencial saber onde o negócio está inserido até mesmo para fazer análises comparativas e traçar projeções de longo prazo.
 
Até porque o crescimento das empresas, muitas vezes, está ligado aos fatores externos de mercado, as oportunidades e os riscos que surgem, como a necessidade de transformação digital.

8. Apure uma visão holística

A última dica que gostaríamos de deixar para quem busca informações sobre o que é CFO e como se tornar um é ter uma visão holística. Ou seja, observar a empresa em sua totalidade, ao invés de dividi-la por setores. Assim, é possível ter maior visibilidade da estratégia de negócios desde sua construção até a execução e os resultados.
O que ajuda a otimizar os processos financeiros e tomar melhores decisões para atingir as metas e ser mais lucrativo.

Como a SAP Concur pode te ajudar

Para otimizar a gestão financeira da sua empresa, conte com a SAP Concur, que oferece uma solução inovadora de gestão de despesas e viagens corporativas, o SAP Concur Travel & Expense. Essa ferramenta ajuda os CFOs e líderes financeiros no gerenciamento de despesas realizadas pelos colaboradores, automatização de processos financeiros, prestação de contas, otimização de reembolsos e geração de relatórios de gastos. O que traz maior visibilidade financeira, maior assertividade no planejamento, aumenta o controle de gastos e melhora a gestão financeira e de orçamento.
 
Além disso, com recursos de auditoria e detecção automática de fraudes, é possível manter o compliance e a governança. Ou seja, se você é um gerente ou supervisor financeiro e busca se tornar um CFO, a solução da SAP Concur é uma iniciativa interessante para trazer ao seu negócio. Assim, é possível gerar economia, eficiência, retorno do investimento e se promover ao cargo. 
 

Tags:

Tecnologia