Como fazer a gestão de crises e revisar o planejamento financeiro empresarial?

05/05/2020

A incidência da pandemia do novo Coronavírus vem gerando uma significativa crise econômica em dezenas de países espalhados pelo mundo. Todo esse cenário tem desafiado as organizações a revisarem o planejamento financeiro empresarial. Uma das principais razões para isso diz respeito às perspectivas do mercado. De acordo com um levantamento da PricewaterhouseCoopers, 70% dos gestores apontaram uma maior preocupação dos impactos da Covid-19 nas relações comerciais. Por outro lado, a mesma pesquisa nos revela que 51% dos líderes estimam que os negócios voltarão ao normal em um período de 3 a 12 meses após o fim da pandemia. Todas essas possibilidades, por sua vez, têm suscitado ações remediativas das organizações com o objetivo de minimizar os efeitos da crise e evitar baixas, prejuízos ou, até mesmo, pausa nas atividades.

Com isso, o planejamento financeiro empresarial torna-se o cerne fundamental para acompanhamento da companhia e adequação às novas necessidades do setor. Portanto, para te ajudar na elaboração de uma estratégia, separamos abaixo os principais pontos envolvidos na gestão de crises e administração de recursos.

Leia mais: Gestão de despesas corporativas: os principais problemas e como superá-los

Veja maneiras eficientes de revisar o planejamento financeiro empresarial

Faça um levantamento completo

O primeiro passo para a adequação do planejamento financeiro é a produção de um levantamento completo da empresa. Nesse sentido, o documento deve considerar o cenário atual tanto da organização quanto do mercado, assim como investimentos, indicadores de desempenho, recursos disponíveis ou adequações necessárias. Lembre-se: nada pode passar despercebido. Tenha acesso a todos os custos fixos e variáveis para funcionamento da operação, tanto para o processo produtivo quanto outras despesas, como reuniões externas e reembolsos, e o atualize constantemente.

Identifique gargalos

Com base no levantamento anterior, é momento de identificar possíveis gargalos nos fluxos internos. 

Essa associação deve ser feita com base em dois parâmetros: gastos extras ou supérfluos e procedimentos que têm gerado prejuízos. Caso os indicadores apontem esses motivos, é necessário cortar esses custos. Por outro lado, é preciso ter cuidado no momento de analisar esses dados e tomar decisões, isso porque uma eliminação de gastos mal feita ao invés de auxiliar a equilibrar as despesas da empresa, pode resultar em dispêndios ainda mais expressivos.

Veja também: Como fazer redução de custos nas empresas e não prejudicar o desempenho?

Redobre a atenção no fluxo de caixa

O fluxo de caixa é caracterizado como uma das principais bases do planejamento financeiro empresarial. De modo geral, essa área é responsável por identificar com exatidão a entrada e saída de recursos. Nesse cenário, acompanhar com atenção esse setor é garantia de equilíbrio e implementação de rápidas iniciativas para remediação em casos de problemas. 

Crie um plano de ação e considere cenários alternativos

A gestão de crise é pautada, basicamente, na criação de um plano de ação contundente, sólido e abrangente. Para isso, é essencial elaborar um planejamento que considere as principais deficiências da empresa frente ao mercado e possibilidades alternativas. Alguns tópicos fundamentais de serem abordados são as mudanças internas, revisões de protocolos, alterações na produção e novas políticas. Ademais, é de suma importância ter em mente cenários negativos inesperados, como baixas repentinas nas vendas, problemas com fornecedores e, até mesmo, demissões que possam causar a parada da operação.

Você pode se interessar: 7 principais práticas da gestão estratégica de custos

Mensure os resultados

Por fim, o planejamento financeiro empresarial deve ser acompanhado de perto por meio dos indicadores de desempenho, como o próprio ROI (Retorno sobre investimento, do termo em inglês Return over investiment). A observação das métricas permite que os gestores saibam a efetividade do plano de ação ou das estratégias implementadas. Para tal, é primordial contar com a tecnologia, que garante a visualização de relatórios completos e detalhados.

Conte com o SAP Concur Expense

O SAP Concur Expense é a plataforma de gestão de despesas mais inovadora do mercado. Na prática, o sistema conta com um design intuitivo e responsivo, que viabiliza o acesso por qualquer dispositivo conectado à internet. Além disso, o software do SAP Concur possibilita a visualização de dados em tempo real e a integração com as políticas internas da corporação. 

Com isso, é possível implementar um planejamento financeiro empresarial eficiente considerando com exatidão a gestão de risco, minimizando os efeitos da crise na organização.

Deseja saber mais? Entre em contato e conte com todo apoio da nossa equipe!