Governança corporativa e compliance: 7 medidas para evitar fraudes financeiras

06/10/2021

Identificar os diferentes tipos de fraudes nas despesas corporativas e nas finanças é fundamental para saber o que procurar na hora de detectar tais problemas. Assim, é possível promover a governança corporativa e compliance adequados, a fim de manter a boa imagem da organização.
 
Mas não adianta apenas analisar os riscos e conhecer os tipos de fraudes. Neste cenário, é importante também que os gestores e equipes de compliance saibam como atuar para prevenir tais problemas. Afinal, só com a mitigação das fraudes nas despesas que será realmente melhorada a governança corporativa e compliance, garantindo maior conformidade de gastos.
 
Até porque a governança, tão em alta por fazer parte das ações de ESG, envolve uma série de aspectos, como ética, responsabilidade e transparência, evitando práticas desleais, posturas inadequadas, fraudes e até corrupção. Vale destacar que, segundo o levantamento da Protiviti Brasil, 57% das ações fraudulentas nas empresas são cometidas por gerentes e diretores, enquanto as outras 43% são conduzidas por funcionários.
 
Logo, ao lutar contra as fraudes financeiras, seu negócio atua em prol da melhoria do compliance. Neste conteúdo, então, vamos trazer dicas para te ajudar neste desafio de enfrentar as fraudes.
 

7 ações contra fraudes para gerar maior governança corporativa e compliance

Para se proteger de golpes, fraudes nas finanças e despesas, entre outros ataques, as empresas devem tomar as medidas que julguem apropriadas. Para isso, separamos as principais ações para atingir a governança corporativa e compliance, reduzindo perdas financeiras e impactos negativos para a reputação da marca.

1. Conhecer os gastos e custos da empresa

O primeiro passo para evitar fraudes financeiras é, certamente, conhecer seu negócio mais a fundo, com o funcionamento de todos os processos que envolvem as finanças, custos e despesas corporativas. Quanto maior for o entendimento sobre os custos com estoque, impostos, taxas, folhas de pagamento, gastos realizados pelos funcionários, viagens de negócios e outros, menor a chance de ser fraudado.
 

2. Contar com uma equipe confiável e ética

Essa é uma dica importante, mas muito difícil de seguir na prática. Isso porque é um desafio encontrar aquele profissional capacitado, ético no trabalho e verdadeiramente confiável. Essas características são valiosas em todas as funções da empresa e podem contribuir para a expansão dos negócios. Neste sentido, é relevante desenvolver melhores processos seletivos.

3. Mapear os processos financeiros do início ao fim do fluxo de trabalho

Além de saber quais são os diferentes tipos de despesas e custos presentes na organização, os gestores devem mapear e monitorar os processos financeiros envolvidos. Por exemplo: no caso dos gastos dos colaboradores, a prestação de contas, o reembolso e os relatórios. Já, no caso de custos fixos, os pagamentos e recibos.

4. Investir em tecnologias para gestão de despesas

Uma forma de minimizar o ímpeto dos colaboradores em fraudar é adotar tecnologias para o gerenciamento de despesas corporativas e de todos os processos financeiros atrelados. Essas ferramentas permitem identificar riscos e reconhecer fraudes, evitando que elas se concretizem e gerem prejuízos. Ou seja, se solidifica a governança corporativa e compliance.

5. Verificar fornecedores e parceiros

Nem sempre a fraude financeira é realizada por colaboradores, já que fornecedores e parceiros também têm acesso a informações fiscais da empresa, podendo usá-las com más intenções. Então, é importante ficar de olho nesses prestadores para evitar que os dados da organização sejam usados em fraudes.

6. Otimizar a prestação de contas e avaliar comprovantes

A análise das notas fiscais, recibos e demais comprovantes é fundamental para identificar possíveis fraudes na prestação de contas das despesas. Todos esses documentos devem ser observados cuidadosamente para garantir a segurança nos reembolsos dos funcionários e assegurar a movimentação correta de recursos, com todos os gastos dentro da política e sem despesas maquiadas.
 
Aqui vale a pena também colocar em prática ferramentas para otimizar a gestão dos documentos e facilitar a prestação de contas, a fim de promover o preenchimento ideal de informações, além do armazenamento adequado das notas e comprovantes.

7. Realizar auditorias

Como último item, as empresas devem planejar um calendário de auditorias a serem realizadas nas finanças e despesas corporativas. Assim, é possível verificar o cumprimento das políticas internas, prevenir fraudes e manter a governança financeira e compliance.
 

Como a SAP Concur pode ajudar a evitar fraudes financeiras

Unindo algumas das ações de prevenção citadas acima, a SAP Concur é uma solução inovadora na gestão de despesas e viagens, que alia ferramentas tecnológicas, inteligência e automação de processos. Com serviços de auditoria, detecção de fraudes e inteligência consultiva, o SAP Concur Expense tem tudo o que você precisa para evitar gastos fora da política, eliminar os riscos de fraudes e ainda ter maior visibilidade financeira.
 
Nossa plataforma permite otimizar a prestação de contas, os reembolsos e relatórios de despesas, garantindo maior controle, compliance e planejamento financeiro. Para ver como a solução funciona na prática, faça uma demonstração autoguiada agora mesmo!