A economia digital chegou para ficar! Como as empresas devem se adaptar?

As revoluções tecnológicas estão se desenvolvendo em um ritmo desenfreado. Hoje em dia, já falamos sobre uma nova economia digital, que transformou inúmeras relações comerciais e de trabalho, como uma tendência para os próximos anos.
 
Embora essa transformação já estivesse em andamento, a crise gerada pela pandemia da Covid-19, em 2020, acelerou essas mudanças. Afinal, a tecnologia foi a grande aliada nesses tempos, uma vez que as medidas de isolamento social para contenção do vírus foram decisivas para o avanço da economia digital.
 
No artigo de hoje, conheça mais sobre o conceito da economia digital e como as empresas devem se adaptar para o futuro pós-pandemia, com o fortalecimento da transformação digital e das inovações
 

O que é a nova economia digital?

A nova economia digital está inserida no contexto das transformações tecnológicas e o cenário de mudanças ágeis no mercado, que exigiu a incorporação de ferramentas digitais nos seus processos de produção, comercialização e distribuição de bens e serviços.
 
Em termos práticos, estamos falando do uso da internet, dispositivos móveis, aplicativos, sistemas de gerenciamento em nuvem, além de muitas outras tecnologias que, juntas, oferecem uma nova experiência de operação aos colaboradores e ao próprio consumidor.
 
Tanto que, na economia digital, os principais componentes estão na internet, como o comércio eletrônico (e-commerce), a indústria 4.0, os serviços de TI (tecnologia da informação), o uso de aplicativos para pedidos de delivery ou caronas, entre outros.

Qual a importância de se adaptar às mudanças da economia digital?

Diante de toda essa transformação, as empresas devem ficar cada vez mais atentas à nova economia digital. Afinal de contas, o cenário não é só de incorporação de tecnologias, mas também envolve a quebra de paradigmas e o comportamento do consumidor diante da realidade.
 
Por exemplo, hoje em dia, grande parte das pessoas já prefere comprar pela internet. Mesmo nas compras presenciais, alguns clientes visitam o site da empresa, antes de irem até o estabelecimento.
 
Ou seja, para sobreviver ao mercado, as empresas vão precisar se reinventar e aplicar em seus processos a lógica da economia digital, a fim de gerar inovação e gestão inteligente, com segurança, eficiência, otimização de processos e controle de custos de maneira assertiva.

Dicas para integrar a sua empresa à nova economia digital

Para quem está buscando se integrar à nova economia digital, vale a pena conferir algumas dicas do que não pode faltar na sua empresa. Confira!

Digitalização, automação e uso de tecnologias

As tecnologias não podem ficar de fora da nova economia digital. Até porque, elas são a base de toda a transformação e assistência das empresas. Hoje em dia, a incorporação de ferramentas cada vez mais aprimoradas faz toda a diferença para o crescimento do seu negócio, em especial os sistemas de digitalização e automação.
 
Além disso, é uma forma de desburocratizar processos e reduzir custos, como retrabalhos oriundos de erros humanos. Fora que, na nova economia digital, os clientes passam a ter mais confiabilidade nas empresas que são tecnológicas.

Lealdade do cliente

Não é só de tecnologia que vive a nova economia digital. Com o acesso à informação cada vez mais amplo, os consumidores estão em busca de empresas sólidas e confiáveis, que se interessem pela particularidade de cada cliente, construindo uma relação de cumplicidade.

Habilitar a inovação aberta

Na economia digital, as relações de trabalho também mudaram e as empresas devem levar isso em consideração. Por exemplo, a maior flexibilidade de horários e a hibridização da jornada já são viáveis nos dias de hoje, e servem não apenas para melhorar a experiência dos colaboradores, mas também para a maior capacidade de inovação da equipe e a retenção de talentos.
 

Quais os desafios da nova economia digital?

Apesar das mudanças significativas, vale dizer que a aplicação da nova economia digital nem sempre é um processo fácil - tanto que várias empresas enfrentam algumas dificuldades neste caminho. Entre os principais desafios, encontram-se:
  • Aplicação de mudanças estruturais;
  • Incorporação das tecnologias;
  • Desigualdade no acesso às tecnologias.
Por esse motivo, é fundamental buscar por soluções que sejam capazes de superar esses desafios, para que o seu negócio possa participar da revolução da economia digital.
 

Como a SAP Concur auxilia às empresas na economia digital

A SAP Concur é uma empresa que fornece uma plataforma inovadora para acompanhar as transformações da economia digital. O SAP Concur Travel & Expense é um sistema de gestão de viagens e despesas corporativas, que ajuda na automação de planejamentos financeiros e controle de despesas. 
 
Entre em contato para conhecer mais sobre o nosso sistema e faça parte da revolução da economia digital!