Inteligência artificial na gestão financeira: você precisa ler sobre isso agora!

16/11/2021

A inteligência artificial na gestão financeira tem sido cada vez mais aplicada e é um tema em grande crescimento dentro das empresas. Isso porque une dois aspectos essenciais hoje em dia: tecnologia e inovação em busca de melhor gerenciamento financeiro, maior lucratividade e expansão do negócio.
 
Por isso, se você ainda não está atento ao assunto, é importante ficar de olhos abertos, porque a IA tem potencial de não só modernizar, otimizar e automatizar os processos financeiros, como também de transformar e redefinir a gestão financeira. Vale destacar, inclusive, que 52% da indústria de serviços financeiros já está realizando “investimentos substanciais” em inteligência artificial, segundo a pesquisa Digital IQ Survey. Ao mesmo tempo, 66% prevêem incrementar os aportes na IA nos próximos 3 anos.
 
Além do mais, 72% dos líderes e tomadores de decisão nas empresas acreditam que a inteligência artificial será a maior vantagem competitiva das organizações no futuro. Portanto, esses dados comprovam a relevância de entender melhor sobre a inteligência artificial na gestão financeira.
 

Como a inteligência artificial na gestão financeira funciona na prática?

O uso da inteligência artificial na gestão financeira precisou passar por um período de aprendizado e maturação. Inicialmente, houve a introdução da automação para replicar rapidamente processos antes manuais. O que já gerou ótimos resultados, seja na emissão de notas fiscais, na apuração de impostos, no processamento de faturas, na gestão de despesas, nos processos de reembolsos, entre outros.
 
Depois, veio o aprendizado de máquina e os algoritmos de IA para apoiar a tomada de decisão na gestão financeira, com o mapeamento e análise de dados quase em tempo real. Então, com essa evolução contínua da IA, a aplicação da inteligência artificial na gestão financeira só aumentou.
 
De acordo com um estudo da PwC, estamos na reta final da primeira onda de transformação tecnológica, com os itens que já comentamos, como automação de sistemas e análise de dados. Ou seja, a próxima onda vai trazer máquinas ainda mais inteligentes, com sistemas de IA amplamente difundidos e utilizados, abraçando os constantes avanços na robótica.
 

Quais as principais aplicações da IA nas finanças das empresas?

Com essa evolução do uso da tecnologia, vamos entender quais os principais pontos da gestão financeira que podem empregar a inteligência artificial.

1. Avaliação de riscos

Os algoritmos de IA têm alta capacidade de analisar os diversos registros financeiros em segundos, identificando potenciais riscos e projetando cenários futuros.
 
Por exemplo: a inteligência artificial pode ser usada para fazer um processo de avaliação nas finanças de uma empresa que pode ser adquirida, ou para verificar os riscos de contrair determinados empréstimos corporativos, ou de realizar certos investimentos.

 

2. Gerenciamento de gastos

Segundo levantamento do The Economist Group, 70% dos entrevistados brasileiros concordam plenamente que as finanças e a TI devem ser parceiras para obter visibilidade total dos gastos e impulsionar a redução de custos. Com a inteligência artificial, esse trabalho em conjunto é perfeitamente possível.
 
Isso porque a gestão pode automatizar todo o gerenciamento de gastos, eliminando processos em papel e planilhas. Assim, por meio da tecnologia, é possível inserir automaticamente as informações das despesas dos colaboradores nos sistemas e gerar relatórios de despesas, agilizando o processo de análise e reembolso.

3. Automação no processamento das faturas

O processamento de faturas é uma atividade burocrática, dispendiosa, demorada e com um longo fluxo de trabalho, que carece de automação e inteligência nos processos. Em muitos casos, inclusive, as faturas são em papel, ao invés de meios digitais e eletrônicos, dificultando ainda mais o controle. E, se esse gerenciamento não for eficiente, as empresas podem perder prazos de pagamento, correndo o risco de sofrerem multas.
 
No entanto, já é possível automatizar esses processos, com a digitalização dos papéis das faturas em primeiro lugar. Depois, a empresa pode inserir as faturas no sistema de pagamento com os respectivos fluxos de trabalho, extraindo as informações necessárias e validando automaticamente a correspondência dos dados das faturas. Tudo para programar os fluxos de pagamentos corretamente.
 
Toda essa otimização trazida pela inteligência artificial na gestão financeira ajuda a melhorar a visibilidade e também a prever com maior precisão o fluxo de caixa. É importante destacar que as empresas de maior performance são 43% mais propensas a integrar soluções de IA em seus processos de gerenciamento e pagamento de faturas, de acordo com o relatório da Ardent Partners.

4. Detecção de fraudes

A capacidade de detectar fraudes é um poderoso recurso que a inteligência artificial na gestão financeira traz para o seu negócio, seja no processamento de faturas ou no gerenciamento de despesas dos colaboradores. Afinal, a IA é mais eficaz na identificação de erros de pagamento, pagamentos dobrados e outras potenciais atividades fraudulentas em relação às faturas e despesas.
 
Além dessa sinalização de incidentes, a tecnologia ainda pode incorporar informações para se tornar ainda mais sofisticada na análise e mitigação de fraudes, já que pode, por exemplo, extrair dados de recibos e verificar se eles são legítimos.
 

5. Análise de dados

A IA permite melhorar tanto a organização, como o gerenciamento das despesas e dos pagamentos de faturas. Então, por meio da inteligência artificial na gestão financeira, é possível gerar insights a partir da extração de dados relevantes de todos os processos envolvidos, sejam de gastos dos colaboradores, como do processamento de faturas.
 
Dessa forma, a tecnologia pode aprender os padrões de fluxos de trabalho, verificar gargalos e identificar melhorias, de acordo com a base do seu histórico. Com isso, os gestores podem ver sugestões de adequações e otimizações nos processos, tomando decisões estratégicas mais assertivas.

Benefícios dos usos da inteligência artificial na gestão financeira

Como todo este cenário apresentado acima, fica claro que as aplicações da IA na gestão financeira podem gerar diversas vantagens. Entre elas, estão:
  • Simplificação do lançamento e processamento de gastos e faturas;
  • Redução das dores de cabeça com processamento manual, faturas perdidas e outras barreiras;
  • Diminuição de fraudes;
  • Melhor capacidade de análise de dados e maior visibilidade financeira, permitindo melhorar a previsão de caixa;
  • Aumento do potencial de tomada de decisão mais estratégica e inteligente, a partir da extração de percepções mais aprofundadas;
  • Melhor planejamento financeiro.

Como a SAP Concur usa IA para ajudar na gestão financeira

A SAP Concur oferece uma solução inovadora com automação, inteligência artificial e análise de dados embarcada para simplificar o gerenciamento de despesas, viagens e faturas, o SAP Concur Travel & Expense. Nossa ferramenta permite economizar tempo, gerar maior visibilidade e controle financeiro, conectar dados de gastos e habilitar um ecossistema dinâmico de diversos parceiros e aplicativos.
 
Fácil, simples e intuitivo de usar, o sistema da SAP Concur revela percepções poderosas que ajudam as empresas a reduzir a complexidade e ver os gastos com clareza, para que possam gerenciá-los de maneira proativa. Quer saber mais informações sobre o impacto das funções de inteligência artificial na gestão financeira da sua empresa?
 
Solicite uma demonstração do SAP Concur Travel & Expense agora mesmo ou entre em contato com nossos especialistas!