Finanças corporativas: como realizar a gestão em tempos desafiadores?

29/07/2020

A crise do coronavírus afetou a vida em sociedade e o mercado global. Além disso, as finanças corporativas também foram profundamente impactadas. De acordo com um estudo da FGV, já em março as expectativas eram pessimistas. Para 68,5% dos entrevistados na área industrial a pandemia impactaria o setor, no comércio 59,1% dos entrevistados tinham essa percepção e nos serviços 49,7%. Como previsto, todos os segmentos foram afetados pela crise e a reestruturação das finanças corporativas passou a ser uma prioridade para superar esses tempos desafiadores.

Leia mais: 5 dicas para a gestão financeira de uma empresa

6 estratégias para organizar as finanças corporativas em tempos de crise

A gestão das finanças corporativas envolve diferentes setores da empresa e não apenas o financeiro, demandando atenção e ações estrategicamente avaliadas. Saiba mais a seguir!

1. Invista em planejamento e estratégias

O primeiro passo é que empresa realize uma revisão do planejamento de 2020 para entender os impactos já causados pela crise e o que pode ser esperado para os próximos meses.

Veja ainda: Gestão financeira e orçamentária: por que sua empresa precisa da revisão orçamentária?

Com clareza entre o que era esperado para o ano e o que realmente poderá ser alcançado, é o momento de desenvolver estratégias para viabilizar a manutenção das finanças corporativas. Por exemplo, para muitos negócios, a estratégia principal foi uma migração para canais digitais ou revisão dos serviços para disponibilizar opções online.

2. Estabeleça parcerias estratégicas

As parcerias sempre foram um elemento estratégico, mas tornam-se ainda mais importantes na superação de uma crise. Unir-se com outras empresas pode ser uma opção para oferecer serviços inovadores e digitais. Além de parcerias para reestruturar sua atuação, é possível estabelecer parcerias com negócios que sejam complementares aos seus, com ambas empresas ampliando o escopo de clientes e oferecendo vantagens aos consumidores.

3. Monitore o fluxo de caixa

O monitoramento do fluxo de caixa tornou-se ainda mais imprescindível. Ele deve ser detalhado e capaz de fornecer informações sólidas sobre a operação para direcionar as decisões do negócio. Avalie suas despesas fixas e variáveis, por quanto tempo é possível manter aluguel, funcionários e estrutura com as entradas atuais e, sempre que possível, incremente sua reserva para momentos de maior necessidade.

4. Reduza despesas menos importantes

Uma avaliação mais criteriosa das despesas do negócio pode revelar que muitas delas poderiam ser cortadas sem impactos à operação. Identificar as despesas menos importantes é fundamental no momento de crise.

Leia ainda: Redução de custos nas empresas: como conscientizar sobre gastos corporativos

Por exemplo, com menos viagens de negócio, os gastos com transporte, alimentação e estadia precisam diminuir significativamente. 

5. Renegocie prazos e valores com fornecedores e credores

A crise do coronavírus impactou a todos, mas também despertou um sentimento empático de que precisamos passar o momento com união, de forma que muitas empresas estão abertas à negociação. Caso esteja com dificuldades com as finanças corporativas, tente renegociar prazos e valores das despesas, como aluguel, telefone, internet e mesmo os insumos para produção. 

6. Invista em um sistema de gestão de despesas

Ainda que o monitoramento das finanças corporativas possa ser feito em uma planilha, esse tipo de controle é pouco eficaz, dispendioso e apresenta erros, o que pode dificultar a gestão em um momento mais desafiador.

Leia ainda: Como aumentar a produtividade da equipe com a tecnologia de gestão financeira?

O sistema de gestão de despesas integra diferentes departamentos da empresa, centralizando as informações para que as finanças corporativas possam ser monitoradas em tempo real, com exatidão e com relatórios completos. Com isso, além de um controle mais eficaz do financeiro e redução nas fraudes nos gastos corporativos, os gestores terão acesso a dados operacionais relevantes que ajudam em decisões estratégicas, como o que pode ser cortado, renegociado ou substituído.

Quais os benefícios da SAP Concur Expense?

A ferramenta SAP Concur Expense dispõe de diferentes funcionalidades para facilitar e centralizar o controle das finanças corporativas, garantindo mais eficiência na área financeira. Com a tecnologia, é possível modernizar e otimizar a gestão de despesas, inclusive, tarefas difíceis de centralizar, como o reembolso dos colaboradores.

O SAP Concur Expense pode ser usado para gerenciar despesas em home office, viagens corporativas, reuniões de negócio, cartões corporativos e outros custos que impactam significativamente o caixa.

Veja ainda: Sistema de controle de despesas: vale a pena investir no SAP Concur?

Ficou interessado? Conheça então a SAP Concur Expense e todos os seus benefícios e personalize de acordo com suas necessidades!