7 passos para elaborar um plano de gestão de crise

08/02/2022

O plano de gestão de crise é uma das bases do planejamento de negócios e tem como objetivo principal preparar as empresas para lidarem com possíveis situações de riscos.
 
Esses eventos, por sua vez, podem ter diferentes naturezas, desde problemas internos, como excessos de gastos e vazamentos de dados, até adversidades externas, como crises econômicas, pandemias e epidemias, variações no mercado, aumento dos preços e outros indicadores semelhantes.
 
Ao criar um plano de gestão de riscos empresariais, as organizações estarão preparadas para lidarem com qualquer contratempo de maneira sustentável, assim como alcançar mais estabilidade para crescimento dos negócios, aumentar o diferencial competitivo e tornar a sua imagem mais positiva para o mercado.
 
Para te ajudar a elaborar um planejamento robusto, elencamos algumas dicas abaixo, confira.
 

7 passos para elaborar um plano de gestão de crises

As principais iniciativas para implementar um plano de gestão de crises são:
  1. Identifique os riscos do seu negócio: o primeiro passo é identificar quais são as principais vulnerabilidades do seu negócio de acordo com o mercado que a sua empresa está inserida e suas características. Classifique esses riscos conforme a gravidade e, consequentemente, prioridades que os seus gestores precisarão lidar com eles;
     
  2. Faça um planejamento preventivo detalhado: com os riscos em mãos, é momento de planejar medidas preventivas para reduzir as chances dessas situações acontecerem;
     
  3. Tenha um plano de ação: elabore também um plano de ação com medidas paliativas a serem implementadas caso alguma dessas vulnerabilidades aconteçam;
     
  4. Alinhe a comunicação: não existe um plano de gestão de crises sem uma comunicação interna robusta, afinal, todos da empresa devem entender como os fluxos funcionam;
     
  5. Padronize processos: a padronização de processos é fundamental para a conformidade da operação, isso porque qualquer ação que fuja do planejamento inicial ou das políticas da empresa são facilmente detectadas. Além disso, ao padronizar os fluxos internos, os gestores conseguem acompanhar de maneira mais estratégica os indicadores e tomar decisões mais efetivas;
     
  6. Oriente os colaboradores: com o plano de gestão de crises finalizado, é momento de orientar os seus colaboradores acerca dos processos implementados, mudanças na operação e atividades que farão parte do seu cotidiano;
     
  7. Utilize a tecnologia para garantir governança e conformidade corporativa: por fim, a tecnologia é a maior aliada para empresas que desejam alcançar estabilidade, segurança e uma gestão de riscos qualificada. Com as ferramentas certas, as organizações conseguem garantir alto grau de conformidade e governança.

Conheça o SAP Concur Expense

O SAP Concur Expense é um sistema de gestão de despesas robusto e eficiente. Possuindo ferramentas completas, o SAP Concur Expense ajuda a sua organização a controlar os gastos corporativos. Dentre as suas principais funcionalidades, podemos citar:
  • Digitalização das notas de pagamento;
  • Categorização automática das solicitações de reembolsos;
  • Auditorias das despesas;
  • Implementação e cumprimento das políticas internas;
  • Rastreio de informações de despesas;
  • Relatórios completos.
Com isso, a sua empresa não apenas alcança melhor controle financeiro, mas também consegue implementar de maneira efetiva o seu plano de gestão de crises, evitando fraudes nas despesas corporativas e valorizando aspectos como transparência, ética e conformidade.