Retorno das viagens corporativas: quem está conduzindo a próxima era das viagens?

26/11/2021

Você está no comando do seu programa de viagens – programa totalmente adaptável e recém-modificado que você reestruturou durante os últimos 16 meses de “tempo de inatividade”. Mas, mesmo que a diretoria agora conte apenas com você para o retorno das viagens corporativas e fazer com que os negócios sejam retomados, há outra pessoa que eles precisam considerar. 

Antes de chegarmos à resposta, vamos dar uma olhada mais detalhada nessa ideia de diretoria, porque ela é fundamental para o que sua equipe de gerenciamento de viagens fará em seguida. 

Seus executivos corporativos estão realmente contando com você para o retorno das viagens corporativas, já que elas impulsionam a dinâmica dos negócios. E, embora as reuniões virtuais tenham mantido a engrenagem funcionando, elas não são capazes de impulsionar as empresas de forma tão eficaz em comparação a sentar-se à mesa e fechar um negócio. 

Leia também: Sete etapas para um retorno bem-sucedido às viagens

Importância do gestor de viagens neste cenário

Por causa desses fatos simples, você, como líder de viagens, tem um lugar crítico na mesa estratégica e todos, desde o diretor financeiro até o diretor executivo, estão buscando sua opinião. 

Eles precisam ouvir ideias interessantes e ousadas sobre como preparar seu programa de viagens e estar pronto para se adaptar às mudanças que certamente virão, bem como o que fazer para os negócios avançarem. Mas, novamente, a diretoria também não está conduzindo o navio aqui. 

E o viajante no retorno das viagens corporativas?

Em nosso mundo novo, mais cauteloso e mais imprevisível, é o viajante individual que está no comando. Cabe a ele decidir quando estará pronto para embarcar no avião ou trem novamente. Cabe a ele dizer “é muito cedo” para visitar suas instalações na região da Ásia-Pacífico. Cabe a eles, coletivamente, exigir novas políticas e procedimentos para abordar quando, para onde e como eles viajam, e como você irá mantê-los em segurança enquanto estiverem em trânsito. 

O nível de conforto do viajante é a chave para o retorno das viagens corporativas. Eles precisam saber que você pode fornecer o EPI de que precisam. Eles precisam saber que você pode entrar em contato com eles e resgatá-los se forem pegos em uma situação de emergência. Eles precisam saber o que fazer. 

E até que eles estejam confiantes de que você irá mantê-los sob sua proteção, eles não irão a lugar nenhum, e o diretor executivo irá se perguntar por que os negócios não estão se recuperando. 

Quiz: Você está pronto para a retomada das viagens?

A confiança do colaborador no retorno das viagens

O “X” da questão é a confiança. Os líderes de negócios e viajantes precisam confiar em seu programa de viagens. Eles querem ter tranquilidade de que não precisam se preocupar caso adoeçam ou tenham algum outro tipo de problema quando as viagens forem retomadas. Eles também querem ter certeza de que, além dos novos protocolos de segurança, você considerou a sustentabilidade como um princípio de seu novo programa de viagens

Viajar não diz respeito a apenas aumentar as vendas. Trata-se de reduzir sua pegada de carbono corporativa. 

Se tudo isso parece angustiante (e há motivo para tal), há uma lista de verificação de viagem, circulando entre seus colegas que vale muito mais do que os cinco minutos de leitura. 

Mais especificamente, esta lista oferece quatro dicas para gerentes de viagens, elaboradas para ajudá-lo a restabelecer a confiança em seu programa em constante evolução. O que envolve desde a adoção de uma mentalidade de gerenciamento de viajante, até a mudança do dever de cuidado para o “dever de zelo”. 

Em uma recente pesquisa global com viajantes de negócios, 90% deles disseram que esperam que sua empresa ofereça benefícios que garantam a saúde e a segurança durante a viagem. Eles esperam políticas e práticas, não promessas. 

E embora os viajantes tenham sua própria opinião antes de ganharem as estradas, os trilhos ou os céus novamente, a decisão de dar início a esses novos protocolos é sua. A remodelação contínua de seu programa de viagens exigirá grandes ideias e ações corajosas. Mas, com as ferramentas certas em mãos, você terá mais autoridade do que nunca sobre o rumo das viagens. 

E terá, também, a confiança dos viajantes corporativos e líderes empresariais. 

Conte com a SAP Concur para o retorno das viagens corporativas

Para te ajudar neste processo de retomada das viagens, conheça a SAP Concur Expense & Travel. A solução completa de gestão de viagens e despesas corporativas tem tudo o que a sua empresa precisa para garantir o cuidado com a segurança e o bem-estar dos viajantes. 

No âmbito dos cuidados com os colaboradores, atuamos com recursos para o mapeamento dinâmico dos destinos e riscos associados, avaliando com precisão os níveis de segurança e localizando com precisão os colaboradores. 

Também é possível ter informações precisas a respeito do local antes do embarque com as análises e recomendações pré-viagem, além de aproximar o contato com os viajantes e facilitar as tomadas de decisões para uma possível extração do local.

Para saber mais, entre em contato com nossos especialistas agora mesmo!