5 dicas para fazer a gestão financeira de uma empresa em tempos de crise

22/04/2020

A gestão financeira de uma empresa é um desafio para diferentes negócios. Entretanto, em tempos de crise, como o atual Covid-19, essa missão torna-se ainda mais difícil.O novo Coronavírus tem assolado o mundo desde dezembro de 2019. Declarado como uma pandemia pela Organização Mundial da Saúde em março de 2020, o vírus alterou completamente o mercado, exigindo que empresas se reinventem para manter-se ativas. 

A principal razão é a adoção da quarentena como medida mais eficaz para inibir a disseminação da doença. Com isso, o trabalho remoto ganhou espaço entre as instituições.Mas o controle da operação no home office não é a única preocupação dos gestores. Crises afetam também o processo de compra e venda, giro do caixa e, consequentemente, o faturamento da companhia.

Por isso, estabelecer um eficiente controle de despesas é o procedimento-chave para manter a organização competitiva. Com o objetivo de te ajudar nessa fase cheia de dúvidas e incertezas, separamos abaixo 5 dicas para fazer a gestão financeira de uma empresa em tempos de crise. Confira.

Saiba mais: Gestão de despesas corporativas: os principais problemas e como superá-los

1 - Faça um plano estruturado de contingência

Na prática, o plano de contingência consiste em uma estratégia que visa parametrizar ações e normas em casos de eventos inesperados. Essa tática também é conhecida como plano de gerenciamento de incidentes e pode ser aplicada em diversas realidades. Nesse sentido, um planejamento bem estruturado deve considerar toda a realidade do seu negócio, como número de clientes, cancelamentos, gastos atuais, infraestrutura, quantidade de funcionários e intervenções paliativas.

2 - Priorize custos e evite gastos desnecessários

Com todas essas informações em mãos, é momento de priorizar despesas, desse modo, pode-se evitar custos desnecessários e cortar gastos. Entretanto, é importante ter cautela no momento de realizar essa divisão, isso porque é preciso identificar com precisão quais são os investimentos que estão gerando gargalos. Reduções mal feitas podem ter um efeito totalmente inverso: prejuízos. 

3 - Negocie com os fornecedores

Outro modo de manter a gestão financeira de uma empresa sadia é negociando com os fornecedores. Diferencie os tipos de serviços que a sua organização utiliza e revise os contratos. Se necessário, entre em contato com os provedores e peça novas condições, seja em relação ao plano, número de produtos, valores ou quaisquer outros aspectos que possam minimizar custos.Além disso, é essencial continuar realizando pesquisas de mercado com o objetivo de detectar possibilidades mais atraentes. 

4 - Faça a gestão do fluxo de caixa

De maneira específica, o fluxo de caixa consiste em todas as movimentações financeiras de uma organização. Nesse gerenciamento, devem ser colocados os montantes de entradas (como as vendas) e saídas (gastos).Administrar com efetividade essa área é fundamental para minimizar os impactos e centralizar os bens da instituição. 

5 - Utilize a tecnologia para gestão financeira de uma empresa

Por fim, não deixe de utilizar a tecnologia ao seu favor para a gestão financeira de uma empresa. Atualmente, já é possível contar com ferramentas completas, que garantem não apenas um controle assertivo, como também relatórios detalhados.

Dentre as principais plataformas do mercado, a SAP Concur Expense é a opção mais vantajosa. Possuindo um design simples e uma instalação rápida, o sistema de gerenciamento de gastos da SAP Concur oferece uma série de benefícios, como:

  • Melhora a saúde financeira da empresa;

  • Permite a emissão de reportes completos para gestores;

  • Centraliza informações;

  • Possibilita atualizações por qualquer dispositivo conectado à internet;

  • Viabiliza tomadas de decisões estratégicas.

Além disso, a ferramenta pode ser totalmente aderente às regras e políticas internas da companhia. Quer saber mais? Entre em contato agora mesmo.