Como a Inteligência Artificial pode ajudar as empresas a enfrentarem uma crise econômica com controle de custos e redução de fraudes

14/09/2020

A inteligência artificial (IA) está preparada para transformar o setor financeiro com avanços que eliminam tarefas entediantes e liberam tempo para a equipe financeira priorizar responsabilidades de maior impacto. Mas a maioria das empresas (80%) ainda não utiliza a IA em suas forças de trabalho devido a incertezas com relação ao caso de negócios ou ao retorno sobre o investimento oferecido.

Essa falta de entendimento é um problema crescente para equipes financeiras que lidam com grandes volumes de dados. Na era da transformação digital, cada vez mais clientes estão digitalizando processos, aumentando o número de planilhas e documentos que devem ser analisados por profissionais de contabilidade e auditoria.

As empresas estão se adaptando à situação econômica atual, e a necessidade de simplificar processos para uma equipe financeira possivelmente de tamanho reduzido se torna um aspecto ainda mais vital. Além disso, as empresas precisam extrair percepções cada vez mais aprofundadas de dados sobre gastos para tomar decisões que as ajudarão a atingir o sucesso em uma situação desafiadora. Confira três maneiras como a IA pode ajudar a controlar custos, reduzir fraudes e aumentar a eficiência.

Simplifique o lançamento e a análise de dados

A IA ajuda gestores financeiros a acompanharem de perto as transações em meio a sistemas entediantes e lentos. Em vez de dados financeiros distribuídos por vários tipos de documentos, como PDFs e planilhas, a aprendizagem de máquina — um ramo da inteligência artificial — extrai dados de imagens de recibos, realiza classificações automáticas com base na categoria de gastos e preenche relatórios para análise em um único lugar.

Esses relatórios abrangentes podem fornecer percepções inteligentes às empresas para aprimorarem o planejamento financeiro. A aprendizagem de máquina também extrai percepções mais aprofundadas ao processar dados ao longo do tempo. Dessa forma, as empresas podem obter uma visão abrangente dos padrões de gastos de longo prazo, e a equipe financeira pode oferecer um valor ainda maior para as organizações ao orientar os clientes sobre a previsão orçamentária ideal.

Reduza as fraudes

Os gastos das empresas têm se tornado cada vez mais descentralizados. Hoje em dia, os funcionários estão gastando mais dinheiro em mais categorias de gastos e adotando mais métodos de pagamento do que nunca. Com isso, o volume de dados financeiros cresce e se espalha por canais de pagamento adicionais, o que aumenta o risco de fraude e não conformidade. Esse é um risco que poucas empresas podem correr, especialmente quando o fluxo de caixa precisa ser preservado.

De acordo com a Association of Certified Fraud Examiners (Associação de Examinadores de Fraudes Certificados), uma organização média perde 5% de sua receita anual em decorrência de fraudes internas, e os tipos mais comuns de fraude são acidentais, como inserir uma despesa ou fatura duas vezes por engano, e a apropriação indevida de ativos, como reivindicações de despesas superfaturadas. Normalmente, organizações e auditores têm condições de auditar apenas 10% dos relatórios de despesas de forma manual, tornando imperceptível a maioria das possíveis fraudes.

Por outro lado, a IA é capaz de auditar até 100% dos relatórios de despesas. Ao prever padrões e detectar uma ampla variedade de anomalias nos dados financeiros, a IA pode ajudar auditores a identificarem gastos fraudulentos antes da realização do reembolso. Por ter capacidade de expansão, a IA também pode lidar facilmente com influxos de dados financeiros, mantendo sempre o mesmo nível de precisão. De fato, a análise de mais dados torna a IA mais inteligente e eficiente no combate de fraudes financeiras.

Faça valer a política corporativa

A IA pode ser empregada para reduzir drasticamente o tempo necessário para identificar problemas de não conformidade nos dados financeiros. Pedidos de compra, recibos de funcionários, reservas de viagens e transações com cartões de crédito são analisados automaticamente para verificar se ocorreram compras em descumprimento da política. Isso permite que os auditores corrijam rapidamente o erro e ajudem a fazer valer as políticas corporativas junto aos funcionários. Por exemplo, a IA pode detectar automaticamente violações de despesas de funcionários, como gastos não autorizados ou pessoais, recibos não verificáveis, uso de cartão de crédito pessoal, comerciantes não autorizados e complementos de viagens não aprovados.

Com maior visibilidade dos padrões de gastos corporativos, as organizações também podem determinar quais políticas estão funcionando para a empresa e se há justificativa para algumas violações da política. Por exemplo, usar um serviço de compartilhamento de viagens, em lugar de um carro alugado, poderia gerar economia para a empresa, sugerindo uma oportunidade de atualização de subsídios mais alinhados aos hábitos dos funcionários. Usar um aplicativo de IA para reunir e resumir os números ajuda os gestores financeiros a identificarem tendências para fazer recomendações orientadas por dados para as políticas corporativas de seus clientes.

Não é de hoje que os profissionais de finanças precisam de um assistente de tecnologia. Ao utilizar soluções habilitadas por IA, eles podem simplificar as análises de dados, reduzir fraudes e se concentrar em áreas mais estratégicas para ajudar a garantir que suas empresas resistam a uma crise econômica.