Como calcular as horas extras no deslocamento de viagem?

10/05/2022

O pagamento de horas extras no deslocamento de viagem corporativa é uma das principais dúvidas dos empregadores que possuem funcionários viajantes.
 
Sabemos que a legislação que rege as relações de trabalho no Brasil é a CLT (Consolidação das Leis do Trabalho). Por sua vez, essas diretrizes estimam que o pagamento por dia de trabalho é apenas considerado a partir do momento que o colaborador chega na empresa.
 
Ou seja, a jornada tradicional de 8h de trabalho, por exemplo, não leva em consideração o tempo de deslocamento, apenas o período de atuação do colaborador dentro da organização.
 
Com essa lógica, o empregador pode pensar que, durante uma viagem corporativa, apenas o intervalo em que o funcionário exerceu atividades em prol da empresa deve ser contabilizado, porém, não é bem assim.
 
Durante o deslocamento corporativo, o colaborador está totalmente à disposição da organização, afinal, esse tempo não seria necessário se não fosse por solicitação do empregador. Por essa razão, todo o período de deslocamento deve ser considerado no pagamento de horas extras no deslocamento de viagem.
 
Outro ponto a ser considerado são os dias referentes ao descanso semanal remunerado (folga durante ou no final de semana) ou feriado. Nesses casos, a CLT prevê o pagamento do dia com um adicional de 100% ou acordo de compensação da folga, no entanto, isso precisa ser devidamente combinado com o funcionário.
 

Como calcular as horas extras no deslocamento de viagem?

Agora que você compreendeu o que são as horas extras no deslocamento de viagem corporativa, confira abaixo algumas dicas que podem te ajudar a calcular esse período.

Tenha um planejamento muito transparente

O primeiro passo sempre será o planejamento. Com um fluxo assertivo e eficiente, a sua organização não somente torna os processos mais transparentes, mas também garante melhor controle dos roteiros e, principalmente, dos dias em que o deslocamento será realizado.
 
Dessa forma, é possível, por exemplo, evitar deslocamentos nos dias de descanso dos colaboradores ou feriados, de modo a minimizar os custos da viagem e minimizar riscos de frustração do próprio funcionário que precisará trabalhar em datas importantes.

Envolva os seus colaboradores

Elencando o tópico anterior, as empresas precisam envolver ativamente os seus funcionários nos processos de organização das viagens, isso porque, quanto mais inseridos eles estiverem, melhor serão as decisões do deslocamento.
 
Nesse aspecto, não deixe de lado as políticas de viagens, muito pelo contrário, torne essas diretrizes cada vez mais presentes no cotidiano da operação, de modo a minimizar riscos e garantir compliance e governança corporativa.

Conte com a tecnologia para automatizar o processo

Por fim, tenha em mente que a tecnologia é sua grande aliada, não somente no gerenciamento de viagens e despesas, mas também na automação dos cálculos envolvendo as horas extras no deslocamento de viagem.
 
Por essa razão, escolha sistemas inovadores, que atendam às necessidades da sua organização e sejam de fácil implementação, maximizando a maturidade digital e simplificando o cotidiano da sua operação.
 

Conheça o SAP Concur Expense!

O SAP Concur Expense é um sistema de gestão de despesas completo e intuitivo que pode ajudar a sua organização no cálculo de horas extras no deslocamento de viagem.
 
Apresentando um layout totalmente responsivo, o SAP Concur Expense se adequa a qualquer dispositivo, oferecendo conectividade e valorizando a experiência do usuário.
 
Além disso, o SAP Concur Expense conta com recursos inovadores, que permitem a digitalização dos comprovantes de gastos da viagem, elaboração e envio dos relatórios, auditorias completas dos pedidos de reembolsos, além de integração com sistemas financeiros, tornando os cálculos internos muito mais simples.